« VOLTAR

MOSTRA | Desenhando a cidade: Neco Stickel


Visitação prorrogada até o dia 18 de fevereiro de 2018

O Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, inaugura em 25 de novembro, sábado, às 14h, a mostra ‘Desenhando a Cidade: Neco Stickel’.

Conhecido entre arquitetos por ter colaborado na elaboração de desenhos em perspectiva para apresentação de projetos dos mais diversos escritórios, sobretudo em São Paulo, Neco Stickel conta que vários de seus trabalhos não chegaram a ser construídos. “Atuei a maior parte destes 40 anos fazendo perspectivas diretamente com arquitetos em estudos preliminares, muito diferentes daquilo que foi executado. Hoje, praticamente só trabalho nas obras com detalhamento 100% finalizado”, afirma, acerca das imagens que estarão expostas no MCB até o dia 18 de fevereiro de 2018.

Revelando o aspecto processual dos desenhos à mão, mais de 70 ilustrações a lápis em papel vegetal e papel albanene, de 1972 a 2016, estarão apresentadas sem moldura, sobre perspectivas comerciais e edificações construídas na cidade de São Paulo.

“Além da memória dessa história da recente da produção arquitetônica, que construiu ou idealizou nossas cidades, Neco reuniu uma coleção de desenhos de arquitetura moderna que desenvolveu elegendo suas obras preferidas para a mostra”, explica Giancarlo Latorraca, diretor técnico do MCB.

A exposição ‘Desenhando a Cidade: Neco Stickel’ apresenta também 42 imagens em lápis de cor sobre papel manteiga, desenhados entre 2014 e 2016, que retratam obras brasileiras icônicas de arquitetos como Oscar Niemeyer, Affonso Eduardo Reidy, Lina Bo Bardi, Artacho Jurado, Jorge Zalszupin e Paulo Mendes da Rocha.

Uma instalação com perspectivas de projetos idealizados por Neco, além de duas ampliações, o desenho de um edifício na Av. Paulista projetada por Cabeza Sastre Assessoria e Projetos e outro de The Skylon, Festival of Britain, 1951, em Londres, completam a mostra.

 

Sobre Neco Stickel

Neco Stickel é ilustrador, designer e projetista aeronáutico. Formado em Engenharia Civil, atuou como arquiteto e desenvolveu habilidades como desenhista com ênfase em objetos voadores e estudos aerodinâmicos. Destacou-se diversas no Prêmio Design MCB na categoria Mobiliário, com os seguintes produtos: Chaise Longue Concreta – 1º lugar (10ª Edição, 1996); Mistral – 1º lugar (8ª Edição, 1994); Mesa Pearl Harbour – Menção Honrosa (5ª Edição, 1990); Poltrona Trípode – Menção Honrosa (4ª Edição, 1989).

 

Sobre ‘Desenhando a Cidade’

Iniciada em 2016 pelo MCB, a série de exposições ‘Desenhando a Cidade’ tem por objetivo apresentar a variedade de registros de São Paulo a partir do olhar de artistas, arquitetos e designers, que observam e analisam a cidade. A proposta é oferecer ao público uma diversidade expressiva de leituras, ampliando o repertório sobre a rica complexidade urbana da maior metrópole do país. Com essa edição, o Museu apresenta uma memória já histórica, embora recente, de projetos executados ou idealizados para a cidade.

Sobre o MCB
O Museu da Casa Brasileira (MCB), instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, dedica-se à preservação e difusão da cultura material da casa brasileira, sendo o único museu do país especializado em arquitetura e design. A programação contempla exposições temporárias e de longa duração, além de uma agenda com debates, palestras e publicações que contribuem na formação de um pensamento crítico em temas diversos como urbanismo, habitação, economia criativa, mobilidade urbana e sustentabilidade. Dentre as inúmeras iniciativas do MCB, destacam-se o Prêmio Design MCB, principal reconhecimento do segmento no país, realizado desde 1986, e o projeto Casas do Brasil, cujo objetivo é resgatar e preservar a memória sobre a diversidade do morar do brasileiro.