« VOLTAR

Comissão julgadora do 31º Prêmio Design MCB - Trabalhos Escritos

Conheça a comissão julgadora de Trabahos Escritos.

Cibele Haddad Taralli – coordenadora
Graduada e com mestrado e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU USP (1974, 1984 e 1993, respectivamente). Atualmente é professora doutora da USP, ministrando disciplinas nos cursos de graduação em Arquitetura e em Design e no curso de Pós-graduação em Design. Atua em docência, em pesquisa, e, no âmbito profissional, nos seguintes campos e temas: arquitetura, urbanismo, design e desenho industrial; desenho de produto, metodologia e processos de projeto e pesquisa, linguagem, meios e técnicas representação em arquitetura e design; mobiliário, mobiliário urbano, objetos de uso cotidiano e os especializados para as áreas de educação, cultura, sociedade e saúde; desenho universal e acessibilidade.

Milene Soares Cara - foto Lucas Albin
Milene Soares – coordenadora

Arquiteta, crítica de arte e design, professora e pesquisadora, Milene Soares Cara é pesquisadora do programa MASP Pesquisa, arquiteta titular do Studiocara, e colaboradora periódica das revistas Giz, Kaza e Wish Casa. Formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), onde também concluiu o mestrado e doutorado em teoria e história do design, ela é docente nos programas de pós-graduação e extensão do Istituto Europeo di Design de São Paulo (IED-SP), e do programa de Pós-graduação do Centro Universitário Senac. Já recebeu reconhecimento em edições do Prêmio Design MCB com diferentes trabalhos: em 2004, na 18ª edição, teve a obra ‘Móvel Contemporâneo Brasileiro: Aspectos do Design Experimental na Obra dos Irmãos Campana, 1990-2000’ selecionada para exposição; o mesmo aconteceu em 2008, na 22ª edição, ao apresentar o estudo ‘Do desenho industrial ao design – uma bibliografia crítica para a disciplina’, que compôs o seu mestrado. Em 2013, na 27ª edição, recebeu menção honrosa pelo trabalho ‘Difusão e construção do design no Brasil: o papel do MASP’, fruto de sua pesquisa de doutorado dedicada à investigação da contribuição do Museu de Arte de São Paulo (MASP) para o desenvolvimento e consolidação do design no Brasil.

 


Ágata Tinoco

Com graduação em Desenho Industrial na FAAP e doutorado em Estruturas Ambientais Urbanas na FAU USP, integra a Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (Prefeitura de São Paulo) como representante das universidades sediadas no município durante cinco anos. É orientadora na ESPM/SP, foi professora na FAAP de 1976 a 2014 e chefe dos departamentos de Projeto de Produto e Industrial. Também foi professora de Arquitetura e Urbanismo na Univ. São Judas Tadeu de 1990 a 2002 e na Faculdade Santa Marcelina entre 1987 e 1998 em Desenho de Moda. Ágata já foi jurada do Prêmio Design MCB em 2013, 2014, 2015 e 2016; Prêmio Abilux Design de Luminárias; Prêmio IBGM de Design de Joias.


Alexandre Salles

Arquiteto e mestre em Semiótica Urbana formado pela FAU USP. Coordena os cursos de graduação e pós-graduação em Design de Interiores e Design de Mobiliário do Istituto Europeu di Design – IED São Paulo. Com vasta experiência em grandes escritórios de arquitetura em São Paulo, além de colaborações em projetos e concursos nacionais e internacionais de arquitetura, fundou em 2011 o Estúdio Tarimba, escritório multidisciplinar com foco no desenvolvimento de projetos corporativos, comerciais, residenciais, consultoria e pesquisa em design.


Anamaria Amaral Rezende Galeotti

Arquiteta e designer formada pela FAU USP (1984), mestre e doutora em Arquitetura e Design pela FAU USP (2014), com especialização em Comunicação e Educação pela Universidade Anhembi Morumbi (1998). Atualmente é professora e coordenadora do curso de design Gráfico em Ênfase em Tipografia da Universidade Anhembi Morumbi, onde também orienta projetos finais de Arquitetura e de Design de interiores desde 1994. Foi finalista no 29º Prêmio Design MCB, na categoria Trabalhos Escritos Não Publicados, com sua tese “A espuma, um modelo possível para os elementos de linguagem do design audiovisual e suas relações”. Trabalho este desenvolvido durante seu doutorado, sendo parte desta pesquisa e projeto experimental elaborados durante período que foi bolsista Capes- Fulbright – na Stamps School of Arts and Design da University of Michigan- USA.(2013-2014). É sócia-diretora do G+R Gestão Design onde dá consultoria em Branding e desenvolve projetos de Comunicação Visual, Identidade Visual e Arquitetura de Interiores.


Andrea Almeida
Graduada em Desenho Industrial na Sociedade Universitária de Santos em 1986. Mestre em Comunicação e Artes pelo Mackenzie em 1998, e doutora em Ciências da Comunicação pela USP em 2005. Possui experiência na área de Comunicação Visual, com atuação nas empresas Indesign, Cauduro Martino, Made in Brasil, Graphic Designers e Caso Design, em projetos de embalagem de consumo e identidade corporativa. Atualmente é professora universitária e pesquisadora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, onde desenvolve pesquisas com ênfase no ensino e cultura do design. Participa desde 2010 no júri de Trabalhos escritos do Prêmio Design MCB.



Anna Paula Silva Gouveia

Arquiteta (1986) e Doutora (1998) em Arquitetura e Urbanismo pela FAU USP. Professora e pesquisadora da Universidade Estadual de Campinas – Unicamp nos cursos de graduação em Artes Visuais e Arquitetura e Urbanismo. Diretora Associada do Instituto de Artes da UNICAMP (gestão 2011-2015). Coordenadora dos Programas de Pós-graduação em Artes (gestão 2009-2015) e Artes Visuais (gestão 2010-2011) do Instituto de Artes da Unicamp. Experiência em Arquitetura, Artes Visuais e Desenho Industrial, com ênfase em Design Gráfico e Comunicação Visual. Pesquisa os seguintes temas: Metodologia de projeto e ensino; Cor e tipografia aplicada à paisagem urbana; arte-joalheria. Integrou a diretoria da SBDI – Sociedade Brasileira de Design da Informação, 2007/2008 e 2009/2010. Fez parte do Conselho Editorial da Revista Infodesign e da Revista Visuais, do Programa de Pós-graduação em Artes Visuais da Unicamp. Membro do Comitê Científico da Revista Educação Gráfica – Unesp Bauru, Revista Pitágoras 500 – Unicamp e Revista Oculum Ensaios. Assessor AdHoc FAPESP, CNPQ, MACKPesquisa e SAE/PIBIC UNICAMP.


Auresnede Pires Stephan

Possui graduação em Desenho Industrial pela FAAP (1970) e mestrado em Arte, Educação e Cultura pelo Mackenzie (2007), sendo doutorando em Design e Arquitetura na FAU USP. Atualmente é professor na FAAP, Faculdade Santa Marcelina, ESPM e IED-SP. Já foi jurado de diversas edições do Prêmio Design MCB, além de ter participado do júri do Prêmio IDEA, Prêmio Abilux, e da identidade visual da 5ª Bienal Brasileira de Design. Também foi consultor em três edições do Desafio Odebrecht-Braskem-Tramontina de Design, quatro edições do Prêmio Sebrae-Minas, desde 2005 do Prêmio Tok&Stok de Design Universitário, além de curador adjunto da 1ª e 2ª Bienal Brasileira de Design (São Paulo e Brasília), curador da Mostra Jovens Designers ADP (Associação de Designers de Produto) e integrar o conselho administrativo do Museu da Casa Brasileira.


Carlos Perrone

Formado em arquitetura no Mackenzie, tem mestrado em Comunicação e Cultura Midiática pela Universidade Paulista. Professor de Desenho da FAU PUC-Campinas e professor de Representação Gráfica na FAU Mackenzie. Na FAAP, é professor no bacharelado em Desenho Industrial – Design Gráfico, disciplinas Projeto Gráfico, Fundamentos do Design Gráfico, Trabalho de Conclusão de Curso e no Curso de Arquitetura em Projeto Gráfico; e coordenador de Pós-graduação lato sensu, especialização Design Gráfico e Design de Interiores. Foi diretor de artes gráficas da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo e do Departamento de Museus da Secretaria Estadual da Cultura. Dirigiu a área editorial da FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação). Colaborador da revista Projeto, da editora Arcoweb. Integrou a diretoria da ADG – Associação dos Designers Gráficos. Diretor de Criação da agência Seragini Design. Curador de design de moda da exposição Anos 70: Trajetórias, do Itaú Cultural (2001), e curador da exposição Vertentes: Arquitetura e Design (Ministério das Relações Exteriores/FAAP). Em seu estúdio Desenhológico, elabora e executa projetos de sinalização, identidade visual e editoriais. Livros publicados: São Paulo por Dentro (Editora Senac SP), Psicodélicas – um tipo muito louco (Rosari) e Fernando e Humberto Campana (Folha de S.Paulo).



Claudia Facca

Designer, professora e pesquisadora em design, mestre e doutoranda em Design (Universidade Anhembi Morumbi), especialista em Comunicação e Artes e Didática do Ensino Superior (Mackenzie), graduada em Desenho Industrial com habilitação em Projeto de Produto (Mackenzie). Atualmente é coordenadora dos cursos de Graduação e Pós-graduação em Design do Centro Universitário do Instituto Mauá de Tecnologia, onde também ministra disciplinas para o curso de Design e Engenharia, é responsável pelos Trabalhos de Conclusão de Curso de Design, e pela área de Design do Centro de Pesquisas. Tem mais de 20 anos de experiência docente e profissional na área de Design, tendo atuado principalmente nas áreas de desenvolvimento de produtos: eletrodomésticos, automotivos, eletroeletrônicos, embalagens, mobiliários, brinquedos e gráficos.


Clice Mazzilli

Graduou-se em Arquitetura e Urbanismo pela FAU USP em 1984, onde também realizou o mestrado (1993), doutorado (2003) e livre-docência (2015) na área de Programação Visual. Obteve Bolsa CAPES Sanduíche para aperfeiçoamento na Facoltà di Architettura del Politecnico di Torino, Itália, e bolsa da Fundación Carolina para estágio pós-doutoral na Universidad Politecnica de Madrid (2010). Lecionou no Instituto de Artes da Unesp de 1997 a 2006. Atualmente é professora do Departamento de Projeto da FAU USP, onde leciona desde 2001; coordena o Programa de Pós-graduação em Design e o Laboratório de Programação Gráfica (LPG); foi coordenadora do curso de Design de 2006 a 2009 e vice-coordenadora de 2011 a 2013. Reúne experiência nas áreas de Design, Arquitetura e Arte, atuando principalmente nos temas: processos de criação em design visual, linguagem visual gráfica e ambiental, processos experimentais, livro imagem, arte e cidade.


Cyntia S. Malaguti de Sousa

Designer formada pela ESDIUERJ (1980); doutora em arquitetura e urbanismo pela FAU USP (2000). É professora-pesquisadora dos cursos de design do Centro Universitário Senac e da FAU USP. Especializada em Gestão do Design e Design para Sustentabilidade, desenvolve pesquisas abrangendo temas como logística reversa, cultura material e matérias-primas para design.


Débora Gigli Buonano

Mestre e doutora em Educação Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Atuou profissionalmente na Pinacoteca do Estado de São Paulo e no MASP. Bolsista da Fundação Vitae na National Gallery of Art Washington – DC. Atua como professora de História da Arte e História do Design na FAU USP, no Centro Universitário Belas Artes (São Paulo) e Universidade São Judas Tadeu. Coordenadora de Salvaguarda do acervo de arte e design do MUBA – Museu Belas Artes de São Paulo.


Denise Dantas

Arquiteta formada pela FAU USP (1986), com especialização em Industrial Design pela Scuola Politecnica di Design di Milano (1990). Concluiu o mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela USP (1998) e doutorado na mesma instituição (2005), sempre com pesquisas no campo do Design de Produtos. Atualmente é professora de Projeto de Produto no curso de Design da FAU USP e também na pós-graduação, na área de Design e Arquitetura. Ainda na USP, coordena o LabDesign, Laboratório de Design de Produto e do Ambiente Construído, que mantém parcerias com instituições internacionais como o Politecnico di Milano. Tem experiência na área de Desenho Industrial, com ênfase em design de produtos, atuando principalmente nos temas: design centrado no humano, design de embalagem, design inclusivo, design de brinquedos.


Didiana Prata

Didiana Prata é arquiteta e designer gráfica formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo – FAU-USP (1990), onde fez sua pós-graduação no departamento de Projeto Espaço e Cultura (2016). Pesquisa as transformações das narrativas visuais e do design em diferentes interfaces, com foco na poética da imageria das redes. Integra o grupo de pesquisa Estéticas da Memória no Século XXI (FAU-USP). É professora convidada do curso de Pós-graduação em Design Gráfico da FAAP e do curso “Novas estratégias para construção de narrativas”, na Escola da Cidade. Foi editora de arte e de projetos especiais do Jornal Folha de S.Paulo (1992-1997) e diretora de arte da revista Elle Brasil, publicada pela Editora Abril (1998). Desde 1998 é sócia da Prata Design, estúdio de design gráfico integrado com comunicação, em diferentes plataformas, com ênfase em design editorial e expositivo, identidade visual e curadoria de imagem.Recebeu vários prêmios nacionais e duas mênções em convocatórias internacionais.




Douglas Canjani

Arquiteto e doutor pela FAU USP e professor da PUC-SP de design gráfico e fotografia. Fez capas de livros para diversas editoras, e ganhou dois prêmios Jabuti. Atualmente pesquisa a obra de fotógrafos estrangeiros que trabalharam no Brasil.


Edson do Prado Pfutzenreuter

Formado em artes plásticas pela USP com mestrado e doutorado pelo programa de Pós-graduação em Comunicação e Semiótica da PUC São Paulo, tem pesquisa que busca compreender a imagem em seus aspectos cognitivos e seu modo de produção. Professor do Instituto de Artes da Unicamp, atua nos cursos de Artes Visuais e Arquitetura, assim como no programa de Pós-graduação em Artes Visuais I.A – Unicamp.


Eleida Pereira de Camargo

Graduou-se em design pela FAAP, mestre pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, doutorado pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Concluiu pesquisa de pós-doutoramento sobre Neurestética aplicada ao Design da Informação (FAU USP) e é membro do corpo editorial da Revista Neurociências. Professora universitária há mais de 15 anos, tem diversos artigos publicados na área e é co-autora dos livros “Design de Embalagem: do Marketing à Produção” (Novatec); “Embalagens: Materiais, Processos, Máquinas e Sustentabilidade” e “Better Packaging, Better World” (Instituto de Embalagens).


Fabio Ferrero

Arquiteto, designer, professor e pesquisador nas áreas de Design e Arquitetura com ênfase em representação, materiais e técnicas. Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Guarulhos (1985), mestre em Design e Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2007), além de ser especialista como Técnico Mecânico em Design de Automóveis (1993) e Técnico em Edificações pelo Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo (1981). Atualmente é professor na ESPM no curso de Design e professor adjunto na FAAP no curso de Arquitetura e Urbanismo. Entre 1998 e 2016, foi professor adjunto do curso de Design da FAAP; de 2012 a 2015, professor assistente do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário FIAM-FAAM; e de 2009 a 2012, coordenador e professor do curso de extensão Design da Mobilidade da FAAP. Foi sócio-proprietário do estúdio de design AmareloPato entre 1998 e 2003. Possui atuação nas áreas de Design de produtos, Comunicação visual, Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Desenho, atuando principalmente nos temas: desenho arquitetônico, expressivo, geométrico e observação, design, design de produto, comunicação visual, ilustração e projeto de produto em design, materiais e sistemas construtivos em arquitetura. Foi membro do júri do Prêmio Design MCB em 2011, 2012 e 2013.


Julio Cesar de Freitas

Formado em Design pela FAAP, é especialista em Engenharia de Produto pela Universidade São Judas Tadeu e mestre em Comunicação pela USP. Com 35 anos de atividades profissionais, é CEO da Fluxe Arquitetura de Negócios, empresa especializada em processos operacionais e ambientes corporativos. É professor universitário na FAAP, FEI (Faculdade de Engenharia Industrial), Centro Universitário Senac, Istituto Europeo di Design, FIA (Fundação Instituto de Administração).


Luís Antônio Jorge

Arquiteto e Urbanista (PUC-Campinas, 1985), com mestrado (1993), doutorado (1999) e livre-docência (2016) pela FAU USP, onde é professor do Departamento de Projeto, coordenador do Grupo de Disciplinas de Desenho Industrial e orientador da Área “Projeto, Espaço e Cultura” do Programa de Pós-Graduação. Foi professor convidado da Universidad Autónoma Metropolitana do México, da Universitat Politècnica de Catalunya (Barcelona), da Universidade Técnica de Lisboa, da Universidade Eduardo Mondlane (Moçambique), da Yokohama Graduate School of Architecture (Japão) e do Politecnico di Milano (Itália). Autor do livro “O Desenho da Janela”, recebeu sete prêmios do IAB – Instituto de Arquitetos do Brasil por seus ensaios, livro e projetos de arquitetura e urbanismo.


Luz Neira García

Designer têxtil, doutora em Arquitetura (FAU USP) com tese sobre estamparia têxtil que recebeu o 1º prêmio da categoria Trabalhos Escritos não Publicados do Prêmio Design MCB em 2012. Pesquisa as práticas de projeto em design têxtil aplicado à moda e nos interiores domésticos, enfatizando as relações entre a formação em design, a indústria e a sociedade.


M. Angelica Santi

Graduada em artes plásticas na FAAP (1973) e pós-graduada na FAU USP (2000). Especializa-se em design de mobiliário, sua experiência nesse ramo de atividade tem início na Tenda e fábrica de móveis Unilabor (1966). Funda a Oficina Arte Design em 1988, onde são realizados cursos, palestras, pesquisas e desenvolvimento de produtos e protótipos; amplia as atividades da Oficina com a abertura da marcenaria (1995-1998) para desenvolvimento de produtos e protótipos. Lecionou na FAAP de 1970 a 1996, e na Uniban em 2001 e 2002. Na Oficina Arte Design coordena cursos, pesquisas, presta assessoria no desenvolvimento de produtos e ministra o Curso de Design do Mobiliário, entre outros. Participou do júri Premio Design MCB nas 12ª, 13ª e 28º edições; membro da comissão julgadora do primeiro salão de Design Ubá MG; curadora da exposição “A memória da indústria: o caso Cimo” na Bienal Brasileira de Design, Curitiba (2010), e da exposição “Cama Patente: Memória e Imaginário” no Sesc Araraquara – SP (2011). Autora do livro “Mobiliário no Brasil: Origens da produção e da industrialização” publicado pela Editora Senac (2013), premiado em 1º lugar no 27º Premio Design MCB (2013) e finalista do 56º Prêmio Jabuti (2014). Coordena os trabalhos para a retomada das atividades do IBDM – Instituto Brasileiro de Design do Móvel (2016-2017).


Myrna Nascimento

Arquiteta e urbanista graduada pela Universidade de São Paulo, mestre e doutora em Arquitetura e Urbanismo e mestre em Ciências da Comunicação. Professora e pesquisadora do departamento de Projeto da FAU USP, nos cursos de Arquitetura e Design. Professora e pesquisadora do Centro Universitário Senac, onde também coordena o grupo de pesquisa em Comunicação, Arquitetura e Design, sendo temas de suas pesquisas: ensino e experimentação, analogias entre Design e Arquitetura, fronteiras entre Projeto/ Linguagem/ Representação e entre Comunicação/ Espaço/ Significação, Semiótica, e estudos transdisciplinares dirigidos às representações da cultura material e imaterial. Diretora do Centro Universitário Maria Antônia, órgão da Pró-Reitoria de Cultura e Extensão da Universidade de São Paulo.


Nara Martins
Pós-Doutorado na Belas Artes-Universidade de Lisboa (2017), doutora em Arquitetura e Urbanismo na FAU USP (2001), mestre em Artes Visuais pela IAUNESP (1995) e graduada em Artes Plásticas na Faculdade de Belas Artes de São Paulo e em Marketing e Propaganda, FAAP (1990). Artista visual, é professora pesquisadora nos cursos de graduação de Arquitetura e Urbanismo e Design na Universidade Presbiteriana Mackenzie. Orienta pesquisas de conclusão de curso, iniciação científica e monografia. Atual coordenadora Adjunto Apoio Acadêmico FAU-Mackenzie, coordenadora de Pós-Graduação Lato Sensu em Arquitetura e Design (2011-2013) e do curso de Graduação de Design – Mackenzie (2004 -2011). Líder do grupo de pesquisa certificado pelo CNPq: Design, Teoria e Projeto. Possui experiência na área do Design, Comunicação, História e Teoria do Design e das Artes Visuais, e pesquisa a lógica fuzzy, teoria do caos no design contemporâneo, design socioambiental e economia criativa. Atual presidente da ONG Design Possível. Participa de associações de pesquisa: ANPAP e Criabrasilis – Associação Brasileira Criativa de Inovação. Publica textos e artigos em livros e revistas especializadas.


Norberto Gaudêncio Junior
Designer gráfico e professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie. Assina a coluna “Cultura Gráfica”, publicada regularmente na revista Tecnologia Gráfica. É autor dos livros “A Herança Escultórica da Tipografia” (2004) e “Cultura Gráfica” (2010), publicados pela Edições Rosari. Foi curador e autor do texto do catálogo da exposição “Veja ilustre passageiro: o Atelier Mirga e os cartazes de bonde”, realizada no Instituto Tomie Ohtake (2011). Mestre em Educação, Arte e História da Cultura pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Doutor em Educação, Arte e História da Cultura pelo Mackenzie, com estágio realizado na Université Paris Descartes – Sorbonne (Programa Institucional de Bolsas de Doutorado Sanduíche do Exterior – PSDE/CAPES).

 

 

Patricia Amorim
Professora de História do Design da ESPM-SP e integrante do comitê institucional do Programa de Iniciação Científica PIC/ESPM. Possui graduação em Jornalismo e em Design Gráfico e é doutora em Design pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Em sua tese de doutorado, investigou a introdução do Desenho Industrial no Brasil e na Argentina nos anos 1950 e 1960, tendo como objeto de análise as revistas especializadas Habitat, Mirante das Artes,&tc, Nueva Visión e Summa. Suas publicações incluem trabalhos científicos e artigos para revistas culturais. É autora do prefácio do livro Design em diálogo, de Steven Heller e Elinor Petit, lançado no Brasil pela Cosac Naify, editora com a qual colaborou em outros títulos na área de design. Seus temas de interesse na pesquisa de abordagem histórica são design moderno, modernidade latino-americana e revistas modernistas.

 


Polise Moreira de Marchi

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1995), mestrado em Estruturas Ambientais Urbanas (2002) e doutorado em Projeto, Espaço e Cultura (2008) ambos pela FAU USP. Professora e Bolsista Produtividade CNPq em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora. Tem experiência nas áreas de Urbanismo, Design e Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: design de interação urbano, cidades inteligentes, processos e métodos em design, design e inovação, economia criativa, realidade aumentada, design de informação e semiótica. Atualmente coordena o Centro de Inovações InovaCidades e o núcleo de Design do BEPID – Brazilian Education Program for iOS Development, ambos no Centro Univeristário Senac.


Priscyla Gomes
Curadora e pesquisadora. Mestre em Teoria e História das Artes pela FAU USP, graduou-se nessa mesma instituição como arquiteta e urbanista. Atualmente, é curadora associada do Instituto Tomie Ohtake e integra seu Núcleo de Pesquisa e Curadoria. Integra também a equipe curatorial da 5a edição do projeto Arte/Cidade. Curou exposições como É como dançar sobre arquitetura (2017), Eduardo Berliner: Corpo em Muda (2016), Coisas sem nomes (2015), E se quebrarem as lentes empoeiradas? (2015), Medos modernos (2014) e foi curadora-assistente de Nós entre os extremos (2016), Ver do Meio (2015), entre outras. Paralelamente, coordena o Filming Architecture, workshop acadêmico acerca da relação entre cinema e arquitetura.


Robinson Salata
Graduado em Desenho Industrial pelo Mackenzie (1976), possui mestrado (1988) e doutorado em Arquitetura e Urbanismo pela USP (2008). Desde 1982 é professor da FAU USP atuando junto aos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Design. De 2004 a 2014 foi professor do Curso de Design da Faculdades de Campinas – FACAMP e, desde 2007, atua como professor do Centro Universitário Senac junto aos cursos de Design Industrial e Arquitetura e Urbanismo. Atualmente coordena a graduação em Design Industrial e a Pós-graduação Design para a Movelaria do Senac. Tem experiência na área de Desenho Industrial, atuando principalmente com projeto de produto, racionalização de processos de trabalho, desenvolvimento de novos materiais e processos de fabricação, bem como na área de ensino, pesquisa e extensão.


Sara Goldchmit
Professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. Graduada em Arquitetura e Urbanismo, com mestrado e doutorado em Design e Arquitetura pela FAU USP. Tem experiência profissional na área de design gráfico, assim como em docência e pesquisa, abordando principalmente os temas: comunicação visual, imagem e processos criativos.


Tatiana Sakurai
Professora do Departamento de Projeto da FAU USP desde 2014. É graduada e mestre em Arquitetura e Urbanismo pela USP. Em 2008, ingressou no Programa de Pós-Graduação pela mesma Instituição, nível Doutorado, concluindo-o em 2012. Recebeu apoio da FAPESP em suas pesquisas nas categorias de IC, Mestrado e Doutorado. Na área da docência, atuou anteriormente como assistente de direção da Escola de Design do Istituto Europeo di Design – IED, professora da Faculdade de Administração e Artes de Limeira – FAAL e na Panamericana – Escola de Arte e Design. Desenvolveu trabalhos como arquiteta em colaboração com os escritórios Estudio Guto Requena, Mauricio Arruda Arquitetos e Designers, Atelier Marko Brajovic. Tem experiência na área de Desenho Industrial com ênfase em Desenho de Produto, atuando principalmente nos temas: mobiliário, habitação, design de mobiliário, ecodesign e design para a experiência.


Teresa Riccetti
Doutora em Ciências pela Unifesp (2009). Possui mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (1999); bacharelado em Desenho Industrial pela Fundação Armando Alvares Penteado (1989). No período de 1990/91 integrou a equipe de designers do Laboratório Brasileiro de Design – LBDI/CNPq (Florianópolis). Director Design Domus Academy, Milão 1992. Docente e pesquisadora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, no Curso de Design. Experiência na área de Design, com ênfase em Design Produtos e Design e Espaço, atuando principalmente nos temas de mobiliário, ambiente doméstico e equipamento doméstico.


Zuleica Schincariol
Designer, arquiteta, professora e pesquisadora. Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo, especialização em Estudos de Museus de Arte pelo Museu de Arte Contemporânea da USP, mestrado em Arquitetura e Urbanismo, na sub-área de concentração de Programação Visual, pela USP. É professora e pesquisadora do Curso de Design da FAU Mackenzie, integrante do grupo de pesquisa Design, arte, linguagens e processos. Tem experiência profissional no campo do design, com ênfase em programação visual, atuando principalmente nos temas relativos a design gráfico, design editorial, tipografia, design gráfico ambiental e história do design.